Você sabe o que é LD50?






Você pode até não saber, mas antes de aparecerem nas estantes do seu supermercado muita
coisa que você usa como higiene pessoal, limpeza e utensílios do dia a dia passaram por um
longo e complexo processo de testes

A partir de agora você vai conhecer o teste LD50 (DOSE LETAL 50%):


Trata-se de um parâmetro toxicológico para determinar se uma substância é tóxica ou
não para uma determinada espécie


A prática consiste em ingerir ou inalar forçadamente ou, exposta de alguma maneira certas
quantidades de produtos por alguns dias até que metade (50%) de uma determinada quantia
de animais morra. (O teste é realizado em 200 indivíduos ou mais).






Dentre muitos outros produtos são utilizados


Cremes dentais, xampus, tintas para cabelo, desodorantes, perfumes, venenos para insetos, repelentes, sabões, fraudas, papéis higiênicos, absorventes, pilhas e baterias, lâminas de barbear, sabonetes, amaciantes, cremes dermatológicos, detergentes, óleos para freio
auto-motivo.




Os animais normalmente sofrem:
Dores angustiantes,
Convulsões,
Diarréia,
Supuração e sangramento nos olhos e boca.
No fim do teste, os animais que sobrevivem são sacrificados


Veja aqui as listas das empresas que testam e não testam seus produtos em animais



Os fabricantes alegam que os testes garantem a segurança de seus produtos utilizados
em circunstâncias normais ou em caso de algum acidente, como a ingestão dos mesmos.
O verdadeiro interesse, no entanto, é limitar a responsabilidade da companhia perante um
possível caso de ação judicial movida por um consumidor.


Esse teste prova ser ineficaz porque os resultados variam muito dependendo da espécie
de animal utilizado. Um prognóstico seguro da dose letal para os humanos é impossível de
ser detectado. Por exemplo: a sacarina (adoçante artificial) provoca câncer na bexiga dos
ratos, mas não na dos humanos por causa da diferença nas características urológicas.

E mais! Estudos clínicos e epidemiológicos têm demonstrado que as reações a diferentes
substâncias entre os humanos também podem variar entre os homens e as mulheres,
adultos e crianças e entre os membros de diferentes grupos étnicos.

Se essas variações podem ocorrer entre os próprios humanos, como é possível um
modelo animal servir de base para qualquer comprovação científica???


Existem várias alternativas para o experimento animal:
1. Simulações por computador
2. Utilização de culturas de células (in vitro) para estudos de toxicidade e irritação
3. Utilização de olhos humanos dos bancos de olhos
4. Utilização de tecido humano: o laboratório Pharmagene, na Inglaterra, vem
desenvolvendo a técnica de estoque de tecidos humanos retirados durante a biópsia ou
algum tipo de tratamento de pacientes hospitalizados voluntários humanos.


Adicionalmente, os fabricantes podem simplesmente utilizar:
1. Ingredientes sabidamente seguros
2. Ingredientes orgânicos ou naturais
3. Rótulos apropriados indicando a toxicidade


O que você pode fazer:
Ligue para o central de atendimento (número do telefone nos rótulos , os SACs) dos
fabricantes de produtos que você utiliza no seu dia-a-dia. Indague sobre o teste de
animais em seus laboratórios. Caso positivo, faça-o saber da sua indignação e diga
que você deixará de adquirir seus produtos. A opinião dos consumidores é vital para
a mudança de política dos fabricantes.

Abaixo dois modelos de carta para serem enviadas por e-mails a empresas que você
deseja saber se testam ou não em animais, posteriormente favor encaminhar o e-mail
com a resposta para coletivovida@hotmail.com



Versão em português.

Srs.

Peço que me informem se a empresa __________________

- testa diretamente algum de seus produtos em animais;
- terceiriza laboratórios para a realização dos testes em animais;
- faz parte de um grupo empresarial que adota os testes em animais;
- tem marcas/fábricas que não testam em animais, porém a empresa-mãe testa.

Gostaria de saber se é correto considerar os produtos da ____________ como veganos.

Obrigado.


Versão em inglês destinada a empresas estrangeiras.


To Whom It May Concern:

I am writing to find out if your company:
Directly tests the product or ingredients on animals
Contracts with laboratories to do animal testing
Is a member of a business organization which allows animal testing
Has brands/factories which do not do animal testing, but are tested on animals at the
company headquarters.

I would like to know if it would be appropriate to recommend __________ products
for vegans.

Thank you.

Queremos produtos éticos e sem crueldade animal embutida!

"Ninguém cometeu maior erro, do que aquele que nada fez, só porque podia fazer muito pouco".
Edmund Burkea

1 comentários :

Vanessa publicou o comentário número:

Flávia, seu artigoé da maior importancia, vou falar sobre isso no meu blog. MAs o artigo está cortado por causa das configurações de publicação.

abraço



Topo