Prince morre aos 57 anos e deixa legado em defesa dos direitos animai

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/PETA
O reino animal perdeu seu ‘’príncipe’’. Um vegano comprometido que nunca se esquivou de falar a verdade, Prince expôs os motivos pelos quais os animais não devem ser consumidos nas letras inspiradoras da canção “Animal Kingdom”:
Nenhum membro do reino animal nunca fez nada contra mim
É por isso que eu não como carne vermelha ou branca
Não me dê nenhum queijo azul
Somos todos membros do reino animal
Deixe seus irmãos e irmãs no mar
Prince era um apoiador orgulhoso da PETA e cedeu os direitos de “Animal Kingdom” para a organização usar como um convite musical para seu 20º aniversário em Nova York.
Ele também participou da festa de gala da PETA de 2005, e em 2006, o príncipe foi considerado a celebridade vegetariana mais sexy pela PETA.
Ao explicar sua escolha em deixar de comer animais, ele afirmou que não “come nada que tenha pais” porque “Não matarás” significa exatamente isso, segundo matéria da PETA.
Prince  também se recusou a usar animais e orgulhosamente explicou a todos o motivo. Ele usava uma jaqueta de lã sintética em uma das capas de seus álbuns para o Joy Fantastic and contatou a PETA para obter informações para incluir no encarte.Ele escreveu:
“Se esta jaqueta fosse de lã verdadeira, teriam morrido sete cordeiros cujas vidas iriam começar assim … Poucas semanas depois de seu nascimento, seus ouvidos seriam perfurados, suas caudas cortadas e os machos seriam castrados ainda conscientes.
As  altas taxas de mortalidade são consideradas normais: de 20 a 40% dos cordeiros morrem antes de oito semanas de vida, oito milhões de ovelhas adultas morrem a cada ano de doenças, exposição ou negligência.
Muitas pessoas acreditam que a tosa ajuda os animais, que devem sentir muito calor. Mas, para evitar a perda de lã, os fazendeiros tosquiam as ovelhas antes dos pelos atingirem o crescimento, resultando em milhões de mortes de ovelhas pela exposição ao frio.”
Quando as pessoas questionavam sua preocupação com os animais em face do sofrimento humano generalizado, Prince respondia: “A compaixão é uma palavra de ordem que não possui limites.”
fonte: http://www.anda.jor.br/21/04/2016/prince-morre-aos-57-anos-e-deixa-legado-em-defesa-dos-direitos-animais

1 comentários :

Ana Paula publicou o comentário número:

Vai deixar saudade e fazer muita falta!
RIP
Bj e fk c Deus
Nana
http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com



Topo